Paulino Mendes Lima, a rua emergente do comércio em Eunápolis

Contribuíram para transfiguração da rua residencial em comercial.

Por Teoney Guerra
Publicado em 12/11/2017 às 08h09
Foto: RADAR 64 
Avenida Paulino Mendes Lima, centro de Eunápolis

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS

EUNÁPOLIS - Até bem pouco tempo ela era apenas a "Rua do INSS", a referência de uma via pública predominantemente residencial, comprida, quase que tão somente uma passagem, acesso a bairros como Vivendas Costa Azul e Urbis I e II, que se estende da praça Dr. Eunápio Peltier até além do bairro Vivendas Costa Azul.

Quase dois quilômetros de via pública que, até o Colégio Clériston Andrade, faz parte da região central da cidade de Eunápolis, com casario antigo, na maioria com fachadas, portas e janelas de madeira com pinturas já desbotadas, e muitas vezes mal conservadas.

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS
E a partir do Clériston, perdia essas características urbanas, com o predomínio de amplos lotes murados ou não e áreas abertas enormes, muitas delas então desabitadas, e ocupadas por uma rala camada de capim, pequenos arbustos e arvores frondosas, frutíferas ou não, onde pássaros gorjeavam durante todo o dia.

Assim era a Paulino Mendes Lima, rua cujo nome homenageia um dos pioneiros do povoado Km 64 - que originou a hoje cidade de Eunápolis -, há mais ou menos duas décadas, quando já havia o prédio do INSS, e o casario residencial era intercalado por algumas clínicas de saúde, uns poucos escritórios, e os dois bares mais antigos da cidade, que também eram outras referências: do Aurelino Cotó e o do Paraíba. 

Num processo de transformação lento, quase imperceptível ao cidadão que por ali passava diariamente nas idas para o trabalho e o retorno para casa, as residências foram sendo transformadas, uma a uma, após alguma reforma, em clínicas e escritórios, empresas da área de serviços, mais apropriadas àquela rua afastada do centro comercial.

O baixo preço dos imóveis, antigos, e a facilidade de estacionamento, foram dois dos fatores que contribuíram para transfiguração da rua residencial em comercial. Processo esse que ganhou um ritmo mais acelerado em 2013, com a inauguração do imponente edifício Citimed, que abriga o Ibmed Diagnósticos Médicos e o hospital de olhos da Day HORC. A partir daí, a rua passou a concentrar um grande número de novas clínicas médicas, odontológicas, óticas, e estabelecimentos da área de saúde, dando-lhe essa característica.

Além do Clériston Andrade, a ocupação se deu, preferencialmente, com a construção de casas para a classe média-alta. Porém, prédios para outras finalidades permeavam por entre elas. Assim, foi construída a Escola Municipal Frei Calixto, outro prédio para uma escola particular e uma fábrica de móveis. Com essa transformação, cercas, muros e paredes de acabamentos grosseiros passaram a contrastar com construções de fino acabamento, fachadas de vidro, cercas elétricas, construções modernas que aos poucos vão predominando no local.

Depois de duas décadas de transformações, não mais do que duas dezenas de casas antigas fazem lembrar a ruazinha acanhada que ali existiu, que hoje abriga mais de dezenas de pequenos prédios com apartamentos nos pavimentos superiores e lojas no térreo; mais de meia centena de clínicas médicas e odontológicas, escritórios, óticas, pet shops, imobiliárias, lojas de móveis e de roupas de grife, pizzaria, estúdio fotográfico, revenda de automóveis, bares, lanchonetes, enfim, uma infinidade de negócios ligados aos setores de comércio e serviços.

Enquanto isso, placas de "vende-se" expostas nas paredes de vários desses imóveis antigos, preveem para breve o fim de uma época que deverá ter como única testemunha a tosca arquitetura do Bar do Paraíba - que já passou da hora de ser tombado para o patrimônio histórico do Município -, os traços e cores da arquitetura moderna, as fachadas reluzentes dos vidros e o colorido das placas e luminosos, anunciam os novos dias dessa que é a rua emergente do comércio em Eunápolis.

PÁGINA SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO

Eunápolis: Black Friday faz vendas em novembro competirem com dezembro

É o que aponta enquete com lojistas e gerentes de filiais de redes de varejo

Por Teoney Guerra
Publicado em 09/11/2017 às 08h23
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil 
Eletrodomésticos são os produtos mais procurados durante o Black Friday

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS

EUNÁPOLIS - Adotada há apenas quatro anos pelo comércio eunapolitano, a Black Friday, a promoção de vendas originada dos Estados Unidos, que inaugura a temporada de compras natalinas, já se firma como segundo período de vendas no varejo euanpolitano.

É o que aponta enquete feita pela coluna Fatos e Negócios na terça e quarta-feira desta semana com lojistas e gerentes das principais filiais de grandes redes do varejo nacional instaladas na cidade.

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS
Uma das afirmações unânimes dos gerentes é que as vendas da Black Friday já tornaram o mês de novembro tão bom quanto dezembro. "Móveis e eletrodomésticos, as pessoas estão comprando mais em novembro, e em dezembro, os presentes", afirma Jaqueline Santos, da Ricardo Eletro.

Em Eunápolis, o dia de vendas, que é sempre uma sexta-feira - a quarta sexta-feira de novembro -, é estendido ao sábado, fazendo com que o que é comercializado nesses dois dias chegue bem próximo do que é vendido nos outros dias do mês. "Por isso, a primeira quinzena do mês é um pouco fraca, as pessoas ficam aguardando a Black Friday", diz Orianildo Dias, da Lojas Simonetti.

O gerente da Casas Bahia, Márcio Costa, também considera o mês 11 como o novo período de compras do consumidor eunapolitano. Sua opinião é que os consumidores estão aproveitando os preços baixos da Black Friday para antecipar as compras do fim de ano.

Aliás, essa antecipação das compras durante a Black Friday é uma tendência nacional. Neste ano, os donos das grandes redes do varejo chegaram a discutir a antecipação da promoção, justamente porque já haviam identificado essa tendência do consumidor brasileiro. O que não agrada aos empresários.  

Também de forma unânime, esses gerentes bem como lojistas menores vivem a expectativa de, nessa próxima edição da Black Friday (dia 24), faturarem mais e melhorarem as vendas. "Até o mês passado, estamos com um crescimento de 15% a 20% em relação a 2016, e com a Black Friday queremos elevar esse percentual para 25%", diz o gerente da Simonetti. 

PÁGINA SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO

Campanha de Natal do comércio eunapolitano já está distribuindo cupons para premiação

Prêmio principal é um automóvel, já tradicional nas promoções anuais

Por Teoney Guerra
Publicado em 07/11/2017 às 08h58
Foto: Arquivo / RADAR 64 
Presidente da CDL de Eunápolis, Fabrício Ramos, durante lançamento da campanha de Natal 2017

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS

EUNÁPOLIS - Desde quinta-feira, dia 1º de novembro, as lojas participantes da campanha Show de Prêmios, com que o comércio varejista eunapolitano promove as vendas deste fim-de-ano já distribuiem aos consumidores os cupons que darão direito a concorrer à premiação da promoção.

Neste ano, a campanha foi antecipada, da segunda quinzena do mês para a primeira semana.

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS
Outra novidade foi a introdução de uma moto CG e uma Biz na premiação em substituição aos tradiconais vales-compras, o que tornou ainda mais atrativa a campanha.

O prêmio principal é um automóvel, já tradicional nas promoções anuais da entidade.

PÁGINA SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO

Recenseadores encontram resistências por parte dos produtores rurais

Na região, municípios foram divididos em duas áreas

Por Teoney Guerra
Publicado em 03/11/2017 às 09h35

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS

EUNÁPOLIS - Já teve início no mês passado, o Censo Agropecuário, o mais completo levantamento de dados sobre a produção agropecuária, florestal e aquícola brasileiro.

A pesquisa vai investigar dados sobre o total de estabelecimentos e o que produzem, utilização de mão-de-obra, caracterização do produtor, distribuição e uso de terras, entre outras informações do setor.

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS
Na nossa microrregião, o censo está sendo realizado com os municípios divididos em duas áreas: uma sediada em Porto Seguro, que reúne ainda Santa Cruz Cabrália e Belmonte, e outra, sediada em Eunápolis, reunindo Itapebi, Itagimirim e Itabela, que formam uma subárea, e Guaratinga, que forma outra subárea.

Essa divisão na subárea sediada em Eunápolis deve-se ao fato de Guaratinga, devido ao território extenso, ter um número de estabelecimento agropecuário (2.052) estimado, bem maior do que os outros quatro municípios juntos (1.771).

Resistência de entrevistados

Têm sido registrados atos de resistência ou recusa por parte de alguns proprietários a receberem os recenseadores, que estão trabalhando com coletes e bonés identificadores, portam crachás e o equipamento eletrônico no qual lançam os dados.

Esse comportamento tem resultado em atrasos pontuais no trabalho de coleta dos dados e informações, mas nada que possa comprometer o censo, como informou o coordenador de Subárea do Censo, Thalles Pereira. "Os trabalhos seguem de acordo com o cronograma estabelecido", afirma.

A coleta de dados e informações terminará em 28 de fevereiro de 2018.    

PÁGINA SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO

Tem início nova etapa de vacinação contra febre aftosa

Bahia deve se tornar zona livre de aftosa sem vacinação em 2023

Por Teoney Guerra
Publicado em 03/11/2017 às 09h24
Foto: Divulgação  

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS

EUNÁPOLIS - Teve início no dia 1º de novembro, em todo o território baiano, a segunda etapa da campanha de vacinação de 2017, contra a febre aftosa. A primeira fase foi realizada no primeiro semestre.

Nessa etapa será vacinado o rebanho com idade entre zero e 24 meses, com vacinação obrigatória em bovinos e bubalinos.

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS
Animais com idade acima dessa faixa etária não serão vacinados, mas os seus proprietários terão que comparecer ao escritório da Agência Baiana de Desenvolvimento Agropecuário (ADAB) da sua região para declararem esses animais.

Os produtores que não estiverem cadastrados deverão efetuar o seu cadastro, pois, só assim, poderão comprar a vacina nas revendas autorizadas.

A Bahia deve se tornar zona livre de aftosa sem vacinação em 2023.

PÁGINA SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO

REFIS: Contribuinte vai arcar com custas em caso de desistência

A partir desta quarta, Teoney Guerra traz notícias de fatos e negócios ao RADAR 64

Por Teoney Guerra
Publicado em 01/11/2017 às 10h45

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS

EUNÁPOLIS - A partir desta quarta-feira, 1º de novembro, estaremos aqui no RADAR 64 com esta coluna, Fatos e Negócios. Uma iniciativa originária do blog, de nome homônimo, que agora migra para este que é um dos mais importantes veículos da comunicação online do nosso Estado. 

Com ela, o RADAR 64 abre um espeço especial para noticiar, especialmente, os setores produtivos: o nosso comércio, o agronegócio, o setor de serviços, a indústria, além da gestão púbica e outros temas ou fatos relevantes que venham a acontecer. 

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS
Da parte do RADAR 64, quanto da nossa parte, fica o compromisso de sempre contribuir para o bom jornalismo e a difusão especial do que de bom, de produtivo que venha a acontecer aqui.

Devedores poderão pagar débitos com o município sem juros

O Programa de Recuperação Fiscal (REFIS), instituído pela Prefeitura de Eunápolis, através da Lei 1.127 de 20 de outubro, vai permitir aos devedores de impostos e taxas municipais quitarem seus débitos com desconto de até 100% nos juros e multas.

Foto: Divulgação 
Núcleo de Tributos e Arrecadação da Prefeitura de Eunápolis

O Refis deve promover a regularização de créditos do município que, segundo o superintendente de Tributos, Marco Braga, poderão alcançar R$ 50 milhões. "Todos os débitos de tributos entrarão no Refis, constituídos ou não, inscritos ou não em dívida ativa, mesmo em fase de execução fiscal já ajuizada", garante Marco.

Para pagamento à vista, serão excluídos 100% dos juros, mas há outras quatro faixas de abatimentos para pagamentos parcelados.

Mais informações na Superintendência de Tributos, localizada na Rua Conselheiro Luís Viana, Nº 228, Centro ou pelo telefone 3261-5009.

Contribuinte vai arcar com custas em caso de desistência

As custas processuais e os honorários advocatícios incidentes nas ações de execução [do município de Eunápolis] contra devedores de tributos e taxas, em caso de desistência da ação por parte do município, serão, entretanto, cobradas do devedor/contribuinte. 

Essa cobrança causou acalorados debates quando o texto tramitou na casa legislativa, com um grupo de vereadores discordando dela, mas o projeto foi mantido pela bancada da base governista.

Uma emenda de autoria do vereador Jota Batista, que previa a supressão do parágrafo único, que estabelece essa cobrança, chegou a ser proposta, votada, porém, não foi aprovada. 

Cobrança gera polêmica

Ainda durante a tramitação do projeto de lei na Câmara, essa cobrança causou discussões acaloradas, tanto entre os edis, quanto entre os cidadãs e cidadãos que acompanharam a discussão e votação do projeto.

A cobrança foi considerada injusta, pois, na opinião dos contrários, vai atingir apenas as pessoas de menor poder aquisitivo, os mais pobres, pois, só haverá "desistência do município" nos casos de débitos de pequenos valores. 

Legalidade discutida

Além desse aspecto social, a cobrança das custas e honorários está tendo sua legalidade questionada. O vereador autor da emenda que não foi aprovada, Jota Batista, garante que "as custas serão determinadas pelo juízo", enquanto um assessor do prefeito, que também é advogado, garantiu ao blog que "as custas são sempre pagas pela parte que perde a causa".

É um tema bem complexo, por isso, vamos ouvir as partes envolvidas, com mais cautela. Voltaremos ao assunto nas próximas atualizações.

PÁGINA SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
Galeria de Fotos