Câmara de Itabela reprova contas de ex-prefeito Júnior Dapé

Segundo TCM, irregularidades constatadas em 2015 ultrapassam os R$ 2 milhões

Por Redação RADAR 64
Publicado em 20/04/2017 às 15h40
Foto: Bahia Dia a Dia
Plenário da Câmara de Itabela esteve lotado nesta quinta-feira durante votação das contas

ANÚNCIOS

As contas do ex-prefeito de Itabela, Júnior Dapé (PR), relativas do exercício financeiro de 2015, que já haviam sido reprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), foram votadas pela Câmara Municipal na sessão desta quinta-feira (20).

Por unanimidade, os 11 vereadores seguiram o parecer prévio do TCM e não aprovaram as contas. Com a decisão - Júnior Dapé, que é acusado de improbidade administrativa e uma série de irregularidades -, pode ficar inelegível por oito anos.

ANÚNCIOS
Além de perder os direitos políticos, Júnior Dapé, que já foi prefeito do município por duas vezes (de 2005 a 2008 e de 2013 a 2016), será obrigado a restituir aos cofres públicos mais de R$ 2 milhões, dinheiro que, de acordo com os técnicos do tribunal, foram desviados em seu penúltimo ano de governo. O ex-prefeito ainda pode recorrer.

A comunidade local e segmentos organizados da sociedade, como sindicatos dos produtores rurais, clubes de serviço, dentre outros, acompanharam a votação, pressionando os vereadores a votarem pela rejeição. O TCM ainda não apreciou as contas do ano de 2016. A reportagem ainda não conseguiu falar com o ex-prefeito Júnior Dapé.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS