Com filho no colo, mulher é assassinada pelo ex-marido

Ele não aceitava separação e durante briga a atacou com canivete

Correio 24 Horas
Publicado em 02/07/2018 às 09h28
Foto: extraída de rede social 
Marília não resistiu aos ferimentos desferidos pelo ex com canivete

TEXTO SEGUE DEPOIS DA PUBLICIDADE
TEIXEIRA DE FREITAS - Uma mulher de 21 anos foi assassinada pelo ex-marido na manhã deste domingo (1º) no bairro Monte Castelo, em Teixeira de Freitas, no extremo-sul da Bahia. Marília Gomes de Souza estava carregando o filho de 3 anos no colo quando foi atacada por Emanuel Ferreira dos Santos, 34 anos, pai da criança, com quem ela viveu por mais de quatro anos. Depois de atacar Marília com golpes de canivete, Emanuel ficou ao lado do corpo até a chegada da Polícia Militar, sendo preso em flagrante. 

TEXTO SEGUE DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Tem sete dias que eles se separaram, ela pediu para ele sair de casa. Era muito recente, tanto que eles marcaram esse encontro hoje para conversar. Eles foram conversando, caminharam mais ou menos 100 metros, quando ele a atacou", conta a delegada Valéria Fonseca Chaves, da 8ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Teixeira de Freitas).

A criança caiu no chão durante a confusão, mas não teve ferimentos. "Ela se defendeu, tanto que ele (Emanuel) também ficou machucado, mas ele conseguiu dar sete golpes nela e ela não resistiu", explica.

Foto: Sul Bahia News
Emanuel se entregou à PM. Ele teve alguns ferimentos pois a vítima reagiu

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
Em depoimento, Emanuel contou que há pouco mais de um mês Marília, que tinha um salão de beleza, começou a dizer que queria se separar. Passou a dormir em um quarto diferente do dele e trocou a senha do celular, à qual o marido tinha acesso antes. Há uma semana, ela pediu que ele saísse de casa. Emanuel saiu de casa, mas não concordava com a separação e ainda tentava reatar o casamento.

Emanuel disse à delegada que não agiu de maneira premeditada. "Ele conta que saiu para conversar, os dois discutiram e ela teria dado um tapa nele. Ele ficou nervoso e a atacou", diz. Com a chegada da PM no local, ele foi preso em flagrante. Segundo a delegada, ele responderá por feminicídio. 

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018