Comerciante resgata gambá ferido em rua do bairro Dinah Borges

Bicho ficou quase três dias em sua casa, aguardando IBAMA

Redação RADAR 64
Publicado em 05/11/2018 às 17h06
Foto: Internauta / RADAR 64 
Ferido, gambá foi mantido em uma caixa e alimentado com frutas

TEXTO SEGUE DEPOIS DA PUBLICIDADE
EUNÁPOLIS - Um comerciante do bairro Dinah Borges, em Eunápolis, ficou da noite de sexta-feira (02) até o fim da manhã desta segunda (05), com um animal silvestre ferido em sua casa. Israel Quirino afirmou ao RADAR 64 que, somente no início da tarde, conseguiu entregar o gambá no escritório local do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Ele disse que durante todo o fim de semana ligou várias vezes para a o IBAMA e para a polícia, mas não obteve nenhum retorno.

TEXTO SEGUE DEPOIS DA PUBLICIDADE

Israel conta que resgatou o gambá na Avenida das Américas, próximo a sua residência, com um ferimento no olho. Enquanto esteve com o animal, o comerciante o manteve em uma caixa e o alimentou de acordo com orientações encontradas na internet. “Espero que ele sobreviva. Vou acompanhar esse caso, até para dar um retorno a minha filha que se envolveu muito nesta história. Ela ama animais”, desabafou.

O RADAR 64 entrou em contato com o escritório do IBAMA, em Eunápolis, nesta segunda-feira pela manhã e foi informada que todos os veículos do instituto estavam em Porto Seguro, pois parte da equipe participava de um curso.

Foto: Internauta / RADAR 64  
Comerciante manteve Gambé em caixa e o alimentou de acordo com orientações encontradas na internet

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
A reportagem foi orientada, então, a ligar para a Companhia Independente de Policiamento de Proteção Ambiental (Cippa). Em contato com o número do plantão da companhia, fomos informados que, até aquele momento, não havia nenhuma solicitação de resgate de animal em Eunápolis.

Por volta das 16h, quase três dias após o resgate, a coordenadora do Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS), em Porto Seguro, confirmou que havia recebido o animal para que fosse avaliado e tratado. 

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018