Gildásio é preso em Eunápolis um ano e cinco meses após matar a mulher

Ele estava com mandado de prisão decretado; Mulher foi morta enquanto dormia

Por Redação RADAR 64
Publicado em 17/07/2017 às 16h55

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS

EUNÁPOLIS - O comerciante Gildásio dos Santos Lima, de 53 anos, acusado de matar a mulher Luciana Carmo de Jesus, 29 anos, em fevereiro do ano passado, foi preso pela polícia, no início da tarde desta segunda-feira (17).

Segundo o delegado Bernardo Pacheco, ele estava escondido em uma casa no centro de Eunápolis.

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS
Gildásio estava foragido desde o dia que cometeu o crime. De acordo com o delegado, durante todo esse tempo ele ficou refugiado no município de Teixeira de Freitas. Quando resolveu voltar para Eunápolis, foi denunciado.

Ainda segundo o delegado, Gildásio confessou o assassinato. “O crime foi supostamente passional. Ele teria descoberto que estava sendo traído ao vistoriar o celular da mulher e encontrar algumas mensagens", informou o delegado.

A prisão foi em cumprimento de um mandado de prisão que já havia sido expedido pela justiça.

Foto: Divulgação / Polícia  
Gildásio estava escondido em uma casa no centro da cidade

Luciana foi morta enquanto dormia, na residência do casal, no bairro Edgar Trancoso, com um tiro na cabeça. Os filhos - de 9 e 12 anos, estavam em casa e chegaram a sair em busca de socorro.

PÁGINA SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS