Faculdade diz que medida do MEC não afeta alunos

Portaria proíbe ingressos de novos estudantes na instituição

Redação RADAR 64
Publicado em 11/07/2018 às 12h46
Foto: Arquivo / RADAR 64  
Faculdade de Ciências Médicas, em Porto Seguro, oferece apenas curso de enfermagem

TEXTO SEGUE DEPOIS DA PUBLICIDADE

PORTO SEGURO - A Faculdade de Ciências Médicas da Bahia, em Porto Seguro, divulgou uma nota sobre a portaria do Ministério da Educação [MEC], publicada no Diário Oficial de terça-feira (10), que suspendeu o ingresso de novos alunos na instituição por meio de vestibulares, transferências ou de programas federais como Fies e Prouni, Pronatec. A medida também proíbe a oferta de cursos de extensão.

Segunda a direção da faculdade, a portaria do MEC trata da instauração de um processo administrativo e que tem até 30 dias para protocolar a defesa, visando a revogação ou arquivamento da medida.

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
Ainda na nota, a faculdade tranquiliza os alunos dos cursos de graduação e de pós-graduação, esclarecendo que o processo administrativo não os afeta, estando eles com seus direitos garantidos pelo próprio MEC e pela faculdade.

“O nosso calendário acadêmico está mantido, dando continuidade aos cursos, dentro da normalidade, acontecendo a colação de grau com a emissão dos diplomas nos semestres seguintes”, avalizou a direção da faculdade.

Em relação à suspensão de novos ingressos de alunos por meio de programas federais, a faculdade informa que nunca utilizou esses recursos.

A direção da instituição informou que está empenhada em reformular toda a administração da faculdade, de forma a atender aos preceitos legais do MEC e dar continuidade a missão original da Ciências Médicas da Bahia, "que é formar cidadãos éticos e profissionais preparados para o mercado de trabalho".

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018