Câmara: Gastos excessivos levam TCM a rejeitar contas de presidente

Decisão também torna vereador Hélio Brasil inelegível por oito anos

Radar 64, com informações de Namídia e Bahia40graus
Publicado em 17/12/2016 às 08h05
Foto: Arquivo/RADAR 64
Decisão torna vereador Hélio Brasil, presidente da casa, inelegível por oito anos

As contas do presidente da Câmara de Vereadores de Porto Seguro, Élio Brasil (PT), do exercício de 2015, foram rejeitadas por unanimidade no pleno do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), nesta terça-feira (13), tornando o edil ficha suja, ficando 8 anos inelegível.

Gastos excessivos e suspeitos com assessoria jurídica e contábil de mais 680 mil reais em 2015 motivaram a rejeição.

Brasil foi reeleito em outubro, mas pode ter o mandato cassado com a decisão do TCM.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018