Identificados os três mortos em confronto com a Polícia Militar em Itapebi

Delegado acredita que eles voltavam para cometer mais crimes

Redação RADAR 64
Publicado em 24/09/2018 às 15h58
Foto: Arquivo / RADAR 64 
Delegado Hermano Costa já vinha investigado quadrilha suspeita de crimes em Itapebi

TEXTO SEGUE DEPOIS DA PUBLICIDADE
ITAPEBI - O delegado José Hermano Costa, titular da delegacia de Itapebi, suspeita que os três homens que morreram em uma troca de tiros com a Polícia Militar, na noite de domingo (23), em Itapebi, chegavam à cidade com a finalidade de cometer algum crime.

TEXTO SEGUE DEPOIS DA PUBLICIDADE

Conforme as investigações, já existiam indícios que o carro que a quadrilha usava quando furou um bloqueio de policiais militares da Cipe-Mata Atlântica, em uma rodovia estadual, pode ter sido o mesmo visto saindo do local onde Anderson Brito de Souza, 26 anos, foi morto a tiros, no último dia 16. “Provavelmente, eles retornavam para matar mais alguém”, frisa o delegado.

Os três mortos foram identificados somente na tarde desta segunda-feira (24). Romário Santana dos Santos, 19 anos, o adolescente Whelbert dos Santos Ribeiro, 16 anos e Gustavo Vieira dos Santos, de 24, moravam, respectivamente, nos bairros Juca Rosa e Arnaldão, em Eunápolis e em Itagimirim. Todos os corpos já foram liberados do Instituto Médico Legal.

Foto: RADAR 64 
Carro usado pela quadrilha havia sido roubado na BR-367, em Porto Seguro

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
No veículo, um Renault Clio branco, roubado no início do mês na BR-367, em Pindorama, distrito de Porto Seguro, havia ainda uma quarta pessoa, que conseguiu fugir durante a perseguição policial.

Conforme consta no histórico policial, Romário era suspeito de participar do assalto a um bar no bairro Gusmão, em março do ano passado. A polícia chegou a pedir a sua prisão preventiva.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018