APÓS DENÚNCIA

Juiz autoriza transferência de 34 presos condenados em Eunápolis

Publicado em 11 / 01 / 2017 às 18h42
Compartilhe
Por Redação RADAR 64

PUBLICIDADE
A superlotação no Conjunto Penal de Eunápolis, atestada através de ofício da Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE-BA), foi motivação para que o juiz substituto da 1ª Vara Criminal da Comarca de Eunápolis, Rodrigo Quadros de Carvalho, assinasse, nesta quarta-feira [11], autorização para transferência imediata de 34 internos, já sentenciados, para outra unidade prisional no estado.

A relação nominal dos internos a serem transferidos - bem como a indicação do local onde deverão ser custodiados - deve ser feita pela secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP) e entregues na 1ª Vara Criminal de Eunápolis no prazo de 24 horas.

A transferência tem prazo de 90 dias. Neste intervalo, de acordo com a decisão do magistrado, “a administração penitenciária deve adotar mecanismos para evitar a superlotação da unidade”.

SEGURANÇA

O juiz Rodrigo Quadros determinou ao cartório da 1ª Vara que oficie à direção do Conjunto Penal de Eunápolis para que adote as providências de segurança necessárias à transferência dos internos, “a fim de evitar fugas e também de resguardar a integridade física dos 34 detentos que serão removidos”. Também foi solicitado o apoio do Comando da Polícia Militar na operação.

O Conjunto Penal de Eunápolis é o único na região destinado a presos do sexo masculino condenados e, excepcionalmente, a presos provisórios das comarcas de Eunápolis, Belmonte, Itabela, Itapebi, Porto Seguro, Guaratinga, Itagimirim e Santa Cruz Cabrália.

De acordo com a Defensoria Pública do Estado, 113 presos estão “empilhados” em ambiente “insalubre e degradante” sendo obrigados até a fazer revezamento para dormir.

PUBLICIDADE
 
AVISO: O conteúdo de cada comentário nesta página é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Leia termos de uso

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

PUBLICIDADE