Policiais civis se unem em prol de menino com problemas de saúde em Itagimirim

Grupo arrecadou fundos para aquisição de cadeira de rodas, fraldas e remédios

Redação RADAR 64
Publicado em 03/07/2018 às 16h17
Foto: Gustavo Moreira / RADAR 64 
Dona de casa Zenilda Soares disse que o apoio recebido vai ajudar muito

TEXTO SEGUE DEPOIS DA PUBLICIDADE
ITAGIMIRIM - Uma ação solidária de policias civis da 23ª Coorpin e das delegacias de Ilhéus e Itabuna está fazendo a diferença na vida do menino Luiz Eduardo Soares Oliveira, de apenas nove anos, morador da zona rural de Itagimirim.

TEXTO SEGUE DEPOIS DA PUBLICIDADE

Comovidos pela situação de saúde da criança, os agentes conseguiram arrecadar o valor de R$ 2.305,00, que foi utilizado na compra de uma cadeira de rodas, fraldas descartáveis e remédios. “Há alguns anos conheço a história de Luiz e sempre dava um jeitinho de ajudar, mas, desta vez, contei com o apoio dos meus colegas e podemos ajudar com algo mais significativo”, contou o escrivão nomeado, Maelson Gomes.

Galeria de Fotos

Ainda surpresa com o apoio de recebeu, a mãe de Luiz, a dona de casa Zenilda Soares, de 32 anos, disse que o apoio recebido vai ajudar muito família. Além de Luiz, ela cria sozinha mais dois filhos de três e de 13 anos. Eles moram em uma casa com mais três pessoas. “Não posso trabalhar porque tenho que cuidar 24 horas do meu filho. A aposentadoria que o Luiz recebe é para comprar os remédios e as fraldas. Isso que recebemos hoje vai nos ajudar por alguns meses”, contou.

Foto: Gustavo Moreira / RADAR 64 
Ação solidária de policias civis está fazendo a diferença na vida do menino Luiz Eduardo

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
Zenilda destacou ainda que a cadeira de rodas vai dar mais mobilidade para que ela leve Luiz, pelo menos três vezes por semana, até a sede do município para as sessões de fisioterapia. “O neurologista atestou que o problema de saúde do Luiz não é caso de cirurgia, que ele terá que fazer fisioterapia e tomar anticonvulsivos para o resto da vida”, relatou.

PROBLEMAS APÓS UMA FEBRE ALTA – A dona de casa conta que o filho teve uma vida normal até os seis meses, mas que uma febre repentina, acima de 40 graus, fez com que ele ficasse com problemas motores e de fala. “Na época, morávamos em outra fazenda, também na zona rural e quando cheguei ao médico o seu estado de saúde já era grave. Ele foi transferido para um hospital em Itabuna, mas a alta temperatura do corpo acabou afetando um vaso sanguíneo no cérebro e deixando sequelas”, contou Zenilda.

O menino foi aposentado por invalidez e, apesar de conseguir enxergar e ouvir naturalmente, não pode frequentar uma escola como todas as crianças de sua idade, devido às constantes convulsões.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018
Policiais civis se unem em prol de menino com problemas de saúde em Itagimirim

AVISO IMPORTANTE

O conteúdo que você se dispõe a ver contém imagens fortes e que podem causar choque emocional. Esse conteúdo é dirigido especificamente para pessoas maiores de idade e que, segundo a legislação aplicável, tenham preparo psicológico para acessá-lo.

Fica terminantemente proibido o acesso a esse material por aqueles que não cumpram tais requisitos.

Clicando em FORTES, você declara expressamente que é maior de idade e tem plena capacidade para acessar esse material.

Caso você não atenda a algum dos requisitos anteriormente expostos fica obrigado a clicar em LIVRES ou no BOTÃO FECHAR [X] no canto superior desta janela.