Prefeito decreta emergência, mas contrata banda por quase R$ 60 mil

Decreto permite compras, obras e contratação de serviços sem licitação

Por Redação, com informações da TV Santa Cruz e A Gazeta
Publicado em 11/01/2017 às 09h39
Foto: Reprodução/TV Santa Cruz
Francisquetto disse que encontrou problemas graves na Saúde e Educação

ANÚNCIOS

ITABELA - O novo prefeito do município de Itabela, Luciano Francisquetto (PRB), decretou situação de emergência após assumir a gestão e afirmar que recebeu a administração pública com graves problemas, principalmente nas áreas da Saúde e Educação.

O decreto permite que, em um período de três meses, a gestão faça compras, obras e contrate de serviços sem licitação.

ANÚNCIOS
O curioso é que, no dia seguinte, o prefeito resolveu contratar, por meio de contrato da modalidade de inexigibilidade, pelo valor de R$ 58 mil, a banda Parangolé para realizar um show na cidade, em comemoração à final do Campeonato intermunicipal, disputada domingo passado entre as seleções de Itabela e Itaberaba. A contratação foi feita mesmo com a possibilidade de a seleção local ser derrotada, o que acabou acontecendo. Ainda assim a festa foi realizada.

Luciano Francisquetto disse que encontrou na unidade pastas vazias e computadores sem informações. Ele diz que não foram encontrados relatórios ou documentos sobre a gestão anterior, inclusive nas secretarias. "Esse decreto pode durar até 90 dias, mas também pode acabar antes", destaca Francisquetto.

A reportagem tentou contato com o ex-prefeito de Itabela, Júnior Dapé, mas não conseguiu. O ex-coordenador do gabinete, Jorge Leones, diz que a transição foi feita até o dia 31 de dezembro e que o gabinete do prefeito foi entregue sem pendências. Ele disse ainda que não pode responder pelas outras secretarias.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS