Escorpiões: Saúde realiza ações educativas em escolas, casas e comércio de Eunápolis

Somente este ano, mais de 70 pessoas picadas foram atendidas no HRE

Redação, com informações da Ascom / Saúde e Agência Brasil
Publicado em 15/05/2018 às 08h18
Foto: Arquivo / RADAR 64
Produtos químicos só matam os animais peçonhentos se entrarem em contato com eles de forma direta

TEXTO SEGUE DEPOIS DA PUBLICIDADE

EUNÁPOLIS - A Secretaria Municipal de Saúde de Eunápolis, por meio do Núcleo de Educação da Vigilância Sanitária, está em campo esta semana realizando ações educativas de prevenção e conscientização no bairro Itapoan, com o objetivo de informar a população sobre os perigos, sintomas e como evitar acidentes com escorpiões.

Nesta terça (15), haverá uma palestra pela tarde na escola municipal Maria Mercês Barbosa, dirigida aos estudantes do bairro.

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
Na quarta (16), os técnicos da Vigilância farão visitas às residências e comércio local, distribuindo panfletos educativos, além de orientar moradores e comerciantes sobre os cuidados com acúmulo de lixo e entulho.

O trabalho da Vigilância Sanitária segue até o início de junho, em diversos bairros. Ao final do projeto os números de pessoas e localidades alcançadas serão divulgados.

CASOS NA CIDADE - Segundo dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica do município, até o mês passado havia resgistro de que 71 pessoas foram picadas por escorpiões e atendidas no Hospital Regional de Eunápolis este ano. Não há registro de mortes. A unidade é a unica na cidade que aplica o soro antiescorpiônico.

DEDETIZAÇÃO PODE AUMENTAR CASOS  - De acordo com Manual de Controles de Escorpiões do Ministério da Saúde, dedetizar um ambiente a fim de exterminar os escorpiões faz com que os animais se desalojem, mas permaneçam vivos, aumentando os riscos. Com a aplicação pulverizada do produto, os animais se movem para regiões de superfície, onde não há veneno, e a possibilidade de acidentes aumenta.

Foto: Arquivo / RADAR 64  
Moradores do bairro Arnaldão estão assustados com infestação de escorpiões

Os escorpiões podem, ainda, permanecer longos períodos em abrigos – como frestas de paredes, telhas, escondidos em caixas e tijolos – que impedem que o inseticida entre em contato com o animal, causando uma falsa sensação de segurança. De acordo com o manual, os escorpiões possuem a capacidade de permanecer com seus estigmas pulmonares fechados e sem se alimentar por um longo período de tempo. “Qualquer veneno mataria o escorpião, desde que atingisse diretamente o animal. Mas, no caso da pulverização, dificilmente isso ocorre”, explica o o biólogo da Diretoria de Vigilância Ambiental do DF (Dival), Israel Martins.

COMO SE PRECAVER - Sendo assim, para evitar acidentes, o melhor é estar atento. Em casa, é preciso evitar vãos ou frestas nas paredes, vedar soleiras de portas com rolos de areia ou rodos de borracha, reparar rodapés soltos, colocar telas nas janelas e manter todos os pontos de energia e telefone devidamente vedados. Nas áreas externas, é importante manter quintais e jardins limpos, bem como colocar o lixo domiciliar em sacos plásticos mantidos fechados.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018