Publicado em 26/11/2007 às 16h41, atualizado 01/12/2007 às 17h40

Veracel abre as portas para comunidades indígenas

Por * Camila Knack

Foto: DivulgaçãoEUNÁPOLIS - Lideranças indígenas das aldeias pataxós de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália estão sendo convidadas a visitar a fábrica da Veracel Celulose. 

Galeria de Fotos

Durante as visitas, acompanhados de colaboradores do setor de Relações Institucionais, os grupos participam de uma reunião preliminar, para esclarecimentos sobre o manejo do eucalipto e o processo de produção de celulose e também conhecer as melhores práticas da empresa nas áreas sociais e ambientais.

Na seqüência, participam de um tour pela fábrica, para conhecer os equipamentos e o processo de fabricação da celulose. Até o presente momento, sete aldeias já participaram do programa, cujo objetivo é a criação e manutenção de um canal de diálogo sistemático com as comunidades indígenas localizadas na área de atuação da Veracel.

Na quarta-feira, dia 14, nove líderes indígenas da aldeia de Barra Velha, de Porto Seguro, conheceram a Veracel. Em oportunidades anteriores, participaram da visita seis lideranças indígenas da aldeia de Guaxuma, situada próximo a Monte Pascoal (município de Itabela), e 15 lideranças das aldeias de Coroa Vermelha e Aroeira, de Santa Cruz Cabrália. Em setembro, visitaram a fábrica sete índios de Aldeia Velha, seis de Boca da Mata e sete de Meio da Mata, todas localizadas em Porto Seguro.

O programa de visitação está previsto para ser realizado até o final do ano. Na fase seguinte, a Veracel vai retribuir as visitas, para conhecer de perto a realidade de cada uma das aldeias.

Resultado positivo

As relações entre a comunidade indígena de Coroa Vermelha e a Veracel sempre foram marcadas por parcerias positivas. Por meio de um protocolo de intenções firmado em 2004 entre os governos federal e estadual, a Veracel Celulose e a Associação Comunitária Indígena Pataxó de Coroa Vermelha, foi viabilizado o Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social. 

O protocolo deu origem à celebração de um convênio, em 2006, entre a empresa e a Associação Comunitária Indígena Pataxó de Coroa Vermelha (Acipa – Cover) que possibilitou a construção de 70 casas na aldeia. 

De acordo com o convênio firmado originalmente, com tempo de vigência predeterminado de seis meses, prorrogado por mais dois meses e que vigorou até 2006, a Veracel disponibilizou os recursos financeiros para a contratação da mão-de-obra para a construção das casas.  

 
AVISO: O conteúdo de cada comentário nesta página é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RADAR64 2007 - 2014

Mensagem enviada com sucesso!

Sua mensagem foi enviada ao RADAR 64 e responderemos a ela o mais breve possível.

O RADAR 64 agradece o contato,

Logo RADAR64

Caro visitante,

Nós do RADAR 64, disponibilizamos este canal de comunicação direto entre você e a nossa redação para atendê-lo da melhor forma possível.

Suas dúvidas, críticas e sugestões são elementos importantes para o aperfeiçoamento e qualidade do nosso portal de notícias.

Preencha o formulário desta página ou entre em contato através das opções descritas abaixo.