Veracel é suspeita de ocupação irregular de terras na região de Eunápolis, diz MP

Empresa informa que só vai se pronunciar após notificação oficial

Por Redação RADAR 64, com informações da Ascom / MP-BA
Publicado em 14/07/2017 às 11h04

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS

EUNÁPOLIS - A Veracel Celulose foi acionada pelo Ministério Público Estadual por ocupação irregular de mais de 225 hectares de terras no extremo sul da Bahia. Na ação civil pública ajuizada pelos promotores de Justiça Rafael Henrique Andreazzi e Antônio Leal Filho contra a empresa, o MP requer à Justiça que determine, liminarmente, a reintegração da posse da área ao Estado da Bahia. De acordo com os promotores de justiça, há 15 anos, a Veracel explora com a plantação de eucaliptos as terras localizadas no município de Eunápolis.

O uso irregular das terras foi confirmado pela Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), que integra a Secretária de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR). Por meio de Processo Administrativo de Discriminatória Rural, a CDA constatou que a área denominada Fazenda São Paulo é devoluta. Segundo o órgão, a ocupação poderia ser regularizada, mas a empresa não pode fazer isso, pois não atende as especificidades das normas que tratam da matéria.

TEXTO SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIOS
Os promotores de Justiça ressaltam ainda que, verificando-se que o aproveitamento da área ocorreu por 15 anos, a Veracel obteve vantagem de mais de R$ 3 milhões sem nenhuma contrapartida ao Estado da Bahia. Eles solicitam à Justiça que seja julgada procedente a ação para condenar a Veracel ao pagamento de R$ 15 milhões de indenização pelos danos morais coletivos, a serem destinados ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos; e pagamento de indenização por perdas e danos a título de aluguel desde a data de 01 de janeiro de 2002 até a efetiva desocupação, em valor a ser fixado posteriormente.

OUTRO LADO - O RADAR 64 entrou em contato com a assessoria de comunicação da Veracel Celulose, nesta sexta-feira (14), para obter a versão da empresa sobre a denúncia do Ministério Público. A Veracel informou que, como ainda não foi notificada oficialmente, não poderia comentar o assunto.

PÁGINA SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS