Audiência pública para debater autonomia financeira da UNEB em Eunápolis

Campus XVIII funciona de forma precária em antigas instalações do escritório da Veracel

Redação RADAR 64, com informações da assessoria
Publicado em 14/05/2019 às 08h51
Foto: Divulgação 
Audiência vai discutir problemas relativos à crise financeira das Universidade do Estado da Bahia

EUNÁPOLIS - Uma audiência pública, nesta quarta-feira (15), às 8h30, na Câmara de Eunápolis, vai discutir problemas relativos à crise financeira das Universidade do Estado da Bahia, inserção do Campus XVIII na comunidade regional e a construção da sede própria do Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias. A audiência foi a pedido de docentes e discentes da instituição.

O tema da audiência é “O Papel da UNEB em Eunápolis e na Costa do Descobrimento”. Ao final, será elaborada uma Carta de Intenções, resultado dos debates, para ser entregue ao governador do estado, Rui Costa (PT) e ao presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Nelson Leal (PP).

Foram convidados ao debate sobre os problemas enfrentados pela instituição, o diretor do Campus XVIII, professor Wilson Araújo, representantes do corpo docente e discentes da própria universidade, prefeitos e presidentes de câmaras dos municípios da Costa do Descobrimento, promotores de justiça, secretários municipais, deputados estaduais, representações sindicais, imprensa e várias associações e instituições da sociedade civil.

Foto: Divulgação 
Campus XVIII funciona de forma precária em antigas instalações do escritório da Veracel

COMODATO - Para o diretor do DCHT-Campus XVIII, professor Wilson Araújo, “é preciso destacar o papel importante da universidade no desenvolvimento econômico e intelectual da região, uma vez que além de formar mão de obra especializada para a educação e o turismo da Costa do Descobrimento, grande parte do montante investido nos programas da instituição e dos recursos adicionais dos próprios alunos aquecem o comércio de Eunápolis, através dos contratos de aluguel de imóveis e da compra de vários serviços”.

Instalada há 20 anos na cidade, o DCHT-Campus XVIII funciona de forma precária em antigas instalações do escritório da Veracel, no bairro Stela Reis, cedido por meio de comodato.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018