Deputado cobra explicações sobre fechamento de agência da Receita Federal em Eunápolis

Ação foi em resposta a solicitação do vereador Ramos Filho

Redação, com informações da Ascom / Deputado
Publicado em 12/04/2019 às 16h17
Foto: Divulgação / Câmara 
Uldurico Júnior afirmou que tem buscado órgãos responsáveis para receber explicações

EUNÁPOLIS - O deputado federal Uldurico Júnior (PPL-BA) tem cobra explicações da Receita Federal sobre o fechamento da sua agência em Eunápolis. O parlamentar informou que tem buscado os órgãos responsáveis para receber explicações a cerca dos motivos que levaram a Receita a tomar a decisão de encerrar as atividades no município, que são de extrema importância para toda a região.

Uldurico Júnior protocolou, na quarta-feira (10), ofício ao Secretário Especial da Receita Federal do Brasil, Marcos Cintra de Albuquerque, solicitando explicações. 

Esta ação foi uma resposta do deputado a uma solicitação do vereador eunapolitano José Ramos Filho (PTC) que, ao entrar em contato com o gabinete do parlamentar, se predispôs a unir forças e tomar providências junto ao órgão contra um possível fechamento da agência.

Foto: Divulgação / Paulo Barbosa 
Vereador Ramos Filho se predispôs a unir forças e tomar providências contra fechamento da agência

No documento, o deputado verificou a veracidade das informações e solicita que a Receita Federal apresente os motivos que a levaram a tomar a decisão, uma vez que a agência presta serviços de extrema importância para a população eunapolitana e regional.

“Queremos entender o que está acontecendo e está levando os órgãos públicos a fecharem suas portas em Eunápolis. A população não pode sofrer mais essa perda de serviços que deveriam ser prestados com qualidade aos cidadãos. Vamos procurar todos os órgãos responsáveis em busca de explicações sobre esse problema”, afirmou Uldurico Júnior.

O deputado lembrou ainda que recentemente a população de Eunápolis e região amargou a notícia do fechamento da agência da Secretária de Fazenda, levando os empresários a ficar sem acesso a uma gama de serviços que foram transferidos para outras localidades.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018