Eleição para Conselho Tutelar é suspensa em Itabela por irregularidades

Alguns candidatos estavam com número errado na cédula de votação

Redação RADAR 64, com informações do G1
Publicado em 08/10/2019 às 08h50
Foto: Clic101 
Alguns candidatos estavam com número errado na cédula de votação, que foi manual

EUNÁPOLIS - A cidade de Itabela teve a eleição para escolha de novos membros do Conselho Tutelar adiada, após uma recomendação do Ministério Público da Bahia (MP-BA) por irregularidades no processo de votação.

Segundo o MP-BA, alguns candidatos estavam com número errado na cédula de votação, que foi manual.

O MP-BA informou ainda que a eleição foi suspensa pelo Conselho Municipal do Direitos das Crianças e Adolescentes, depois da recomendação do órgão.

A eleição está prevista para ser retomada no dia 20 de outubro, caso as irregularidades sejam normalizadas. As cinco vagas são disputadas por 24 candidatos.

POLORIZAÇÃO

Neste ano, a eleição ganhou importância devido à polarização dos candidatos, opondo integrantes de alas de igrejas católicas e evangélicas. Em muitos locais, o comparecimento às urnas foi maior que o esperado, e houve filas e demora para votar. Podia participar qualquer pessoa com título de eleitor.

Os conselheiros são responsáveis por zelar pela proteção de crianças e adolescentes, e recebem remuneração, que varia de cidade para cidade. Eles assumem em 10 de janeiro 2020 e terão mandato de quatro anos. É cabível a reeleição por vários mandatos.

A eleição é organizada pelos conselhos municipais de direitos da criança e do adolescente, e fiscalizada pelo Ministério Público.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018