Cerca de 250 estudantes se formam no programa de resistência às drogas da PM

Evento premiou redações sobre impacto do programa na vida deles

Redação RADAR 64
Publicado em 12/07/2019 às 12h46

EUNÁPOLIS - Completando dois anos de resultados positivos na conscientização de crianças e adolescentes sobre a valorização da vida, o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD), promovido pela Polícia Militar, formou cerca de 250 estudantes das redes municipal e particular de Eunápolis, na manhã de quinta-feira (12).

“O policial vai à escola, tem 10 aulas com a turma, aplica valores de como lidar com situações de tensão, como resistir à influência dos colegas em relação às drogas e como lidar com situações criticas sem violência. Então, esse trabalho é desenvolvido nestas aulas e a culminância é essa formatura, que premia as melhores redações explicando o que foi o programa na vida deles”, destacou o soldado Alonso Torres.

Neste semestre, participaram estudantes da Cooeduc e dos colégios municipais Arnaldo Moura Guerrieri, Dom Avelar Brandão Vilela e Professor Roberto Santos.

Foto: Gustavo Moreira / RADAR 64 
Estudante Nicolly Santos: primeira colocada no concurso de redação

Primeira colocada no concurso de redação, a estudante Nicolly Santos, do 5° ano da Escola Municipal Arnaldo Moura Guerrieri, ganhou um notebook. “Eu não esperava. Estou muito feliz de ter ganhado o prêmio”, ressaltou a jovem.

O segundo colocado no concurso foi o aluno David Lucas Simões Costa, da Escola Dom Avelar Brandão Vilela. “A emoção foi muito grande. E eu ganhei um tablet e uma bolsa. Pra mim foi muito fácil, pois falei de tudo que aprendi no Proerd”, disse Davi Lucas.

Segundo a Polícia Militar, a realização do PROERD tem proveito duplo para a sociedade na formação de multiplicadores na prevenção e combate às drogas.

“Primeiro, a Polícia Militar, que participou de todo o processo de afirmação desta terra, continua contribuindo para esta formação. Para a comunidade de Eunápolis é uma forma de ganhar mecanismos para que nossos jovens eunapolitanos não adentrem ao mundo sombrio das drogas”, destacou o comandante 7ª CIPM, tenente-coronel Crispim Ferreira Lopes.

E, para a educação, o programa de resistência às drogas é um resgate de valores para o público infanto-juvenil.

“É importante pelos resgastes dos valores, que aos poucos têm se perdido na sociedade. A escola te esse resgate através do Proerd, desta parecia com a Polícia Militar. Estamos já no terceiro ano e sempre é uma alegria poder contar com a parceria com a Polícia Militar neste resgate de valores para nossas crianças e futuros adultos”, finalizou a secretária municipal de Educação, professora Maureen Lacerda.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018