Ex-mulher encomendou morte de Fabricio Trevizani e da companheira dele em fazenda, diz polícia

Disputa de bens teria motivado execuções; Seis pessoas estão presas

Redação RADAR 64
Publicado em 24/10/2017 às 13h47

EUNÁPOLIS - Cinco dos seis acusados de envolvimento no assassinato brutal do produtor rural Fabricio Trevizani, de 34 anos e da companheira dele, Maricélia Silva Bobbio, de 24, no último dia 19, na fazenda da família em Guaratinga, foram apresentados à imprensa no fim da manhã desta terça-feira (24), da sede da 23ª Coordenadoria de Polícia (23ª Coorpin), em Eunápolis. O sexto acusado se entregou no começo da tarde.

De acordo com o delegado Moisés Damasceno, a ex-mulher de Fabricio, a designer de sobrancelhas Daniela Pinheiro de Souza, de 25 anos, foi a mandante do duplo assassinato. “Eles viveram juntos por nove anos e tinham um filho de seis anos. Há dois anos estavam separados e estavam em disputa pelos bens”, informou Damasceno.

Galeria de Fotos

Moisés declarou que a gravidez recente de Maricélia teria motivado o crime. “Daniela soube que o Fabricio havia recebido uma herança há pouco tempo e ficou com medo de ter que dividir os bens de seu filho com Fabrício com a criança que Maricélia estava esperando”, destacou o delegado.

O crime teria sido executado pelo atual namorado de Daniela, o segurança Jhonatan da Silva Teixeira, 24 anos, juntamente com Taniro Francisco Ribeiro, 23 anos; Rafael Barbosa da Silva, 22 anos - que era segurança do Hospital Regional de Eunápolis; um adolescente de 17 anos; e Eferson Queiroz Santos, 28 anos, o que se entregou posteriomente.

Foto: RADAR 64
Daniela foi presa acusada de ordenar a morte do ex-marido e da atual companheira dele

Jhonatan teria sido o responsável pelos tiros e pela facada que levaram Fabricio a morte. “Ele deu os tiros, mas como viu que Fabrício continuava vivo e as balas da arma acabaram, usou uma faca para sangrá-lo até a morte”, descreveu o delegado.

Os demais envolvidos nos homicídios seriam pagos com a venda das armas e de objetos que fossem roubados da fazenda. As armas utilizadas e as armas que foram roubadas da fazenda também foram apreendidas pela polícia, enterradas no quintal da casa de Jhonatan, no bairro Colonial, em Eunápolis. “Eles sabiam que tinham objetos de valor na casa do fazendeiro e iriam roubar, mas o alarme disparou e eles não tiveram tempo de procurar”, ressaltou o delegado.

Foto: Gustavo Moreira / RADAR 64  
Jhonatan (último da foto) é namorado de Daniela e executou os casais, segundo polícia

Segundo Moisés, Jhonatan confessou o crime e informou que Daniela é a mandante. A acusada nega qualquer participação nos homicídios. “O juiz Rodrigo Quadros, da comarca de Guaratinga, decretou as prisões de todos os envolvidos”, informou o coordenador.

Os acusados não quiseram dar nenhuma declaração à imprensa.

O CRIME - Maricélia e Fabricio foram assassinados enquanto dormiam na fazenda da família, na zona rural de Guaratinga, na madrugada do dia 19. O filho dela, de seis anos, estava na casa. Ele não ficou ferido. Maricélia estava grávida de dois meses. 

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018
Ex-mulher encomendou morte de Fabricio Trevizani e da companheira dele em fazenda, diz polícia

AVISO IMPORTANTE

O conteúdo que você se dispõe a ver contém imagens fortes e que podem causar choque emocional. Esse conteúdo é dirigido especificamente para pessoas maiores de idade e que, segundo a legislação aplicável, tenham preparo psicológico para acessá-lo.

Fica terminantemente proibido o acesso a esse material por aqueles que não cumpram tais requisitos.

Clicando em FORTES, você declara expressamente que é maior de idade e tem plena capacidade para acessar esse material.

Caso você não atenda a algum dos requisitos anteriormente expostos fica obrigado a clicar em LIVRES ou no BOTÃO FECHAR [X] no canto superior desta janela.