Índio morre no hospital Luís Eduardo quase 20 dias após ser baleado

Polícia já tem identificação do acusado de ser autor do crime e tenta localizá-lo

Redação RADAR 64
Publicado em 26/07/2019 às 16h22

PORTO SEGURO - Morreu no Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, nesta sexta-feira (26), o indígena Rogério Souza Dantas, de 38 anos, que havia sido baleado em Coroa Vermelha, município de Santa Cruz Cabrália, no último dia 09.

Segundo apuração da reportagem, Rogério, que trabalhava como artesão, estava internado na unidade de saúde desde o dia da tentativa de homicídio, que ocorreu quando ele transitava pela BR-367, no bairro Carajás.

O índio chegou a passar por cirurgia, mas devido a complicações, não resistiu aos ferimentos e morreu. Rogério morava em uma área indígena, em Coroa Vermelha e era primo do cacique Akakuã.

O corpo será necropsiado no Instituto Médico Legal, em Porto Seguro. 

A polícia já tem a identificação do acusado de ser autor do crime e realiza diligências na tentativa de encontrá-lo.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018