Veracel: monitoramento e aprendizado na trilha da excelência operacional

Tecnologia e gestão a serviço da alta performance

Da Ascom / Veracel
Publicado em 27/06/2019 às 10h08
Foto: Divulgação 

EUNÁPOLIS - Em 2018, a Veracel atingiu o maior nível de volume de produção: 1.148.760 toneladas de celulose produzidas com eficiência operacional de 93%. De olho em um futuro promissor pela demanda mundial de celulose, a Veracel está buscando na tecnologia e na gestão de processos a manutenção da sua alta performance.  O que o mercado denomina de indústria 4.0 é para a Veracel um exercício diário desde 2011. “E ainda há muito o que fazer”, antecipa Luciano Lafuente, gerente de Engenharia, Manutenção e Controle Técnico e Manutenção da Veracel.

Assegurar a disponibilidade produtiva por meio da utilização dos equipamentos e recursos em todo o seu ciclo de vida, com o menor custo operacional, faz parte do desafio da Veracel Celulose. Isso significa proporcionar longevidade dos recursos e evitar surpresas ou redução de produtividade. “Essas ações ampliam a gestão dos ativos e controle sobre o processo produtivo, antecedendo às falhas”, disse o coordenador de Confiabilidade da empresa, Washington Gonçalves. Segundo ele, quando a empresa atua com nível de eficiência operacional elevado e maior previsibilidade, ela fica mais visível e atrativa para novos investimentos.

A tecnologia é uma forte aliada nessa missão. As equipes de Tecnologia da Informação e de Confiabilidade estão em sintonia para trazer as melhores soluções para o processo produtivo da Veracel. Um bom exemplo disso é a utilização de sensores e posicionadores inteligentes (dispositivos que convertem a energia em movimento) nos equipamentos que coletam informações em tempo real na fábrica. Esses dados são processados por meio de inteligência artificial e as informações direcionam tomadas de decisões rápidas e assertivas que melhoram a disponibilidade da fábrica.

Foto: Divulgação 

Em parceria com a empresa Andritz, responsável pela gestão da manutenção da fábrica, a Veracel adotou o Metris, solução tecnológica com mais de 40 aplicativos que permite integrar os ativos da indústria de celulose em uma única ferramenta. “Com a planta conectada, ficou mais fácil de acompanhar todos os processos e condição da planta, inclusive pelo celular”, conta Lafuente.

O monitoramento dos equipamentos prioritários em tempo real capta todas as informações necessárias a saúde dos ativos visando à prevenção de paradas não programadas da fábrica. O monitoramento de dados em tempo real e o aprendizado de máquina são ferramentas e premissas fundamentais para a indústria 4.0: quanto maior a cobertura e precisão na coleta de dados, melhor será o tempo de resposta para predição de falhas. Ainda este ano, a Veracel pretende chegar a 347 pontos de monitoramentos de vibração online.

Atualmente, os monitoramentos são feitos online e off-line. Na sequência, os dados são tratados no sistema para a realização de análise de desempenho e rápida tomada de decisão sobre ações e ajustes. “Nosso objetivo é alcançar uma cobertura de 100% de monitoramento online já em 2020, finalizou Gonçalves. Além de proporcionar que as máquinas trabalhem nas condições ideais para a quais foram projetadas, a solução também ajudou a reduzir custos em energia e insumos químicos.

Foto: Divulgação 

Com base nas melhorias dos processos industriais e operações sustentáveis, a Veracel também passou a adotar o uso de veículos operados remotamente nas tarefas de inspeção dos equipamentos e tubulações. “Com o uso desta tecnologia, a inspeção é facilitada em equipamentos e instalações com maior dificuldade de acesso, proporcionando maior segurança as pessoas e as operações, pois segurança é um dos pilares da Veracel”, destaca o gerente. Luciano ressalta que a alta performance é importante, desde que contemple a segurança das pessoas, das instalações e tenha adequação ambiental.  

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018