Morador de Eunápolis é morto após ritual em candomblé

Ele estava no local participando de uma festa, segundo moradores

Redação RADAR 64
Publicado em 09/06/2019 às 14h29
Foto: Internauta / RADAR 64 
Atingido por diversos tiros, Alessandro morreu dentro de terreiro de candomblé em Itagimirim

ITAGIMIRIM - Alessandro Ribeiro da Silva, 34 anos, foi morto ao lado de um centro de candomblé, por volta das 4h30 da madrugada deste domingo (09), no bairro Francino Andrade, em Itagimirim.

Segundo a polícia, Alessandro morava na cidade de Eunápolis e foi morto com mais de 10 tiros.

Ainda de acordo com a informação, ele era adepto da religião de matriz africana e estava no local participando de uma festa em homenagem a Oxóssi.

O homicídio foi praticado por dois homens ainda não identificados, que chegaram ao local a pé. Uma equipe do Samu ainda esteve no local, fez a prestação de socorro, mas Alessandro não resistiu.

Foto: Reprpodução / Redes sociais  
Segundo moradores, Alessandro estava no local participando de uma festa

"A festa já tinha acabado. Estávamos no refeitório Alessandro foi ao banheiro. Ouvimos muitos tiros. Já ferido, ele voltou correndo para dentro da casa do pai de santo", declarou uma das 80 pessoas que participavam da celebração.

A perícia esteve no local, recolheu alguns elementos que podem ajudar a esclarecer o crime e removeu o corpo para o Instituto Médico Legal, em Eunápolis.

Nas redes sociais, amigos e familiares de Alessandro lamentam a sua morte. Ele não tinha passagem pela polícia. Segundo o pai de Santo Valdirinei Nascimento, a vítima era filho de Santo e usava roupa de ritual.

WhatsApp do RADAR 64: (73) 98844-0216.
Adicione nosso número e envie vídeo, foto ou apenas o seu relato. Dica importante: filme ou fotografe sempre com o celular na horizontal (deitado). Sua sugestão será apurada por um repórter. Participe!

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018