MP-BA acusa empresa de extorquir clientes com empréstimos ilegais

Empresa também tem sedes em Barreiras, Lauro de Freitas, Eunápolis e Porto Seguro

Do Correio*
Publicado em 06/06/2019 às 17h48

BAHIA - A Casa Nova Cred é acusada de oferecer empréstimos ilegais para clientes na Bahia. Sem vínculo com o Banco Central, a empresa não teria autorização para oferecer créditos à população. A empresa funciona em Salvador, com sede na Rua Conselheiro Junqueira Ayres, nos Barris, e também tem sedes em Barreiras, Lauro de Freitas, Eunápolis e Porto Seguro, no sul baiano.

A denúncia é da promotora do Ministério Público da Bahia, Joseane Suzart, que moveu uma ação civil pública na justiça, ajuizada na última quarta-feira (5). De acordo com ela, a Casa Nova Cred prejudicou seus consumidores por ofertar empréstimos irregulares e por praticar juros muito acima do valor de mercado, de 17% - o normal, nas instituições bancárias, é que girem em torno de 4 a 5%.

De acordo com a ação, o Banco Central informou que a empresa não tem autorização para funcionar e que não é supervisionada pelo órgão, além de não possuir nenhum registro vinculado ao Sistema de Informações sobre Entidades de Interesse do Banco Central (Unicad).

O órgão solicita em caráter liminar que a empresa interrompa imediatamente os novos contratos. "Há juros extremamente altos, com porcentagem superior aos bancos, causando sérios prejuízos aos consumidores”, disse a promotora na ação.

Joseane Suzart explicou que para receber o empréstimo, o consumidor era orientado a usar um cartão de crédito com limite suficiente para garantir o valor emprestado. Só que, neste caso, o crédito e juros deveriam ser pagos à empresa responsável pelo cartão e não à Casa Nova Cred. No fim das contas, os valores debitados no cartão eram maiores do que o valor disponibilizado e não era informado aos clientes o percentual dos juros utilizados.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018