Mulher diz que matou ex-marido para proteger filha de 11 anos

Bebê de um mês também ficou ferido durante a briga

Redação RADAR 64
Publicado em 28/02/2019 às 07h43
Foto: Reprodução / WhatsApp
Após ser esfaqueado, homem correu para a rua, mas não resistiu ao ferimento e morreu

BELMONTE - Uma mulher matou o ex-marido com uma facada no peito, na madrugada desta quinta-feira (28), na cidade de Belmonte. Presa em flagrante, Keila Souza dos Santos, 28 anos, alegou para a polícia que agiu em legítima defesa.

Ela declarou, segundo os policiais, que não teve a intenção de assassinar Ivo Conceição Bandeira Neto, de 35 anos.

Keila, que estava muito abalada, afirmou que queria apenas defender a sua filha de 11 anos, uma vez que Ivo chegou em sua casa alterado, tentando agredir a criança.

Um bebê de apenas um mês, filho do casal, também ficou ferido durante a confusão. Com um corte em uma das pernas, ele foi atendido no hospital público do município e passa bem.

Ivo era servidor concursado da Prefeitura de Belmonte, atuando como vigilante na escola Fundação Pedro Calmon. Segundo o secretário de Educação, Paulo Carvalho, o funcionário estava gozando licença prêmio e iria retornar ao trabalho em março.

Fotos: Reprodução / WhatsApp
Keila afirmou que queria apenas defender a sua filha de 11 anos, mas que intenção não era matar Ivo

Segundo a comunidade local, o casal havia se separado há pouco tempo, devido a constantes desentendimentos.

A mulher está detida e deve ser ouvida ainda nesta quinta-feira, pelo delegado titular de Belmonte, Wendel Ferreira.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018