Polícia investiga morte de professor que trabalhava em Guaratinga

Corpo foi encontrado em área de pastagem, com sinais de tortura e estupro

Redação RADAR 64
Publicado em 18/10/2018 às 17h07
Foto: Internauta / RADAR 64  
Corpo foi encontrado em área de pastagem, com sinais de tortura e estupro

Um professor da rede municipal de Guaratinga foi morto brutalmente em uma fazenda no povoado de Monte Azul, no município de Jucuruçu, no fim da manhã desta quinta-feira (18).

O corpo de Romílson Oliveira Pereira, idade ainda não informada, foi encontrado por um trabalhador rural no meio de uma área de pastagem.

Segundo testemunhas, o professor estava sem roupas, com marcas de facadas nas costas e com o órgão genital e uma orelha cortados. Havia ainda sinais de estupro.

Foto: Reprodução  
Professor atuava na rede municipal de ensino em Guaratinga

A comunidade cobra agilidade nas investigações. A delegada Rosângela Santos vai colher depoimentos de amigos e familiares. Até o momento, não existe nenhum suspeito do crime.

EDUCAÇÃO EMITE NOTA - A secretaria de Educação de Guaratinga divulgou, na tarde desta quinta-feira, uma nota lamentando a morte de Romílson. Em sinal de luto, as aulas das escolas do Campo, Jesus te Ama e Alagoinhas, onde o professor lecionava, foram suspensas na sexta-feira (19).

Romílson, que estava desaparecido há alguns dias, trabalhava em Guaratinga, mas morava no povoado de Monte Azul, a cerca de 70 quilômetros de distância.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018