Policiais civis se unem em prol de menino com problemas de saúde em Itagimirim

Grupo arrecadou fundos para aquisição de cadeira de rodas, fraldas e remédios

Redação RADAR 64
Publicado em 03/07/2018 às 16h17
Foto: Gustavo Moreira / RADAR 64 
Dona de casa Zenilda Soares disse que o apoio recebido vai ajudar muito

ITAGIMIRIM - Uma ação solidária de policias civis da 23ª Coorpin e das delegacias de Ilhéus e Itabuna está fazendo a diferença na vida do menino Luiz Eduardo Soares Oliveira, de apenas nove anos, morador da zona rural de Itagimirim.

Comovidos pela situação de saúde da criança, os agentes conseguiram arrecadar o valor de R$ 2.305,00, que foi utilizado na compra de uma cadeira de rodas, fraldas descartáveis e remédios. “Há alguns anos conheço a história de Luiz e sempre dava um jeitinho de ajudar, mas, desta vez, contei com o apoio dos meus colegas e podemos ajudar com algo mais significativo”, contou o escrivão nomeado, Maelson Gomes.

Galeria de Fotos

Ainda surpresa com o apoio de recebeu, a mãe de Luiz, a dona de casa Zenilda Soares, de 32 anos, disse que o apoio recebido vai ajudar muito família. Além de Luiz, ela cria sozinha mais dois filhos de três e de 13 anos. Eles moram em uma casa com mais três pessoas. “Não posso trabalhar porque tenho que cuidar 24 horas do meu filho. A aposentadoria que o Luiz recebe é para comprar os remédios e as fraldas. Isso que recebemos hoje vai nos ajudar por alguns meses”, contou.

Foto: Gustavo Moreira / RADAR 64 
Ação solidária de policias civis está fazendo a diferença na vida do menino Luiz Eduardo

Zenilda destacou ainda que a cadeira de rodas vai dar mais mobilidade para que ela leve Luiz, pelo menos três vezes por semana, até a sede do município para as sessões de fisioterapia. “O neurologista atestou que o problema de saúde do Luiz não é caso de cirurgia, que ele terá que fazer fisioterapia e tomar anticonvulsivos para o resto da vida”, relatou.

PROBLEMAS APÓS UMA FEBRE ALTA – A dona de casa conta que o filho teve uma vida normal até os seis meses, mas que uma febre repentina, acima de 40 graus, fez com que ele ficasse com problemas motores e de fala. “Na época, morávamos em outra fazenda, também na zona rural e quando cheguei ao médico o seu estado de saúde já era grave. Ele foi transferido para um hospital em Itabuna, mas a alta temperatura do corpo acabou afetando um vaso sanguíneo no cérebro e deixando sequelas”, contou Zenilda.

O menino foi aposentado por invalidez e, apesar de conseguir enxergar e ouvir naturalmente, não pode frequentar uma escola como todas as crianças de sua idade, devido às constantes convulsões.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018
Policiais civis se unem em prol de menino com problemas de saúde em Itagimirim

AVISO IMPORTANTE

O conteúdo que você se dispõe a ver contém imagens fortes e que podem causar choque emocional. Esse conteúdo é dirigido especificamente para pessoas maiores de idade e que, segundo a legislação aplicável, tenham preparo psicológico para acessá-lo.

Fica terminantemente proibido o acesso a esse material por aqueles que não cumpram tais requisitos.

Clicando em FORTES, você declara expressamente que é maior de idade e tem plena capacidade para acessar esse material.

Caso você não atenda a algum dos requisitos anteriormente expostos fica obrigado a clicar em LIVRES ou no BOTÃO FECHAR [X] no canto superior desta janela.