Preservação das aves é proposta com atividades ambientais em Porto Seguro

Estudantes participaram de exposições, palestras, contação de história, dentre outros

Marina Caldeira / RADAR 64
Publicado em 31/05/2019 às 09h17

EUNÁPOLIS - As mais de 360 espécies de pássaros existentes na região inspiraram a Veracel Celulose, com apoio de diversos parceiros, a promover o “II Festival de Aves” no Centro Histórico de Porto Seguro.

“É um evento aberto ao público, que começou nesta quinta-feira (30) e termina sábado (1°). Nosso objetivo com esse festival é encantar as pessoas e, para isso, nós estamos desenvolvendo diversas atividades, como exposição de fotografia, contação de historia, atividades de educação ambiental, passarinhadas, palestras e minicursos”, observou a analista ambiental da Veracel, Priscila Sales.

Com o objetivo de incentivar a preservação da natureza desde a infância, foram convidados estudantes de escolas públicas e particulares para participar do evento.

“Eu vi várias coisas bem legais e a gente aprendeu muito. A gente viu exposição de fotos, palestras e etc.”, frisou a estudante do 5º ano da Escola Municipal Valdívio Costa, Brena Lo-hana Rodrigues, de 10 anos.

Foto: Gustavo Moreira / RADAR 64 
Estudante Ana Clara de Almeida, 10 anos

“Eu achei interessante os bichos, as espécies. Tem besouro, tem cobra, tem sapo e eu acho que vai ser bom pra aprender mais sobre ciências”, disse a estudante do 5º ano da Escola Municipal Jardim do Éden, Ana Clara de Almeida, 10 anos.

Os professores consideraram importante a participação dos estudantes no evento de valorização da biodiversidade.

“A participação dos alunos é muito importante no evento, que proporciona clareza maior a respeito do meio ambiente, da preservação. Saindo do espaço escolar, tudo é válido em questão de cultura, de preservar o meio ambiente e eles ficam todos satisfeitos”, falou a professora da Escola municipal Valdívio Costa, Virlânia Martins.

Uma das atrações do festival é a exposição fotográfica de aves. Quem fez alguns dos registros falou sobre a riqueza de espécies de aves em Porto Seguro.

Foto: Gustavo Moreira / RADAR 64 
Jaílson Souza, fotógrafo da Reserva Estação Veracel

“Essas fotos que eu tirei foram para mostrar um pouco [dos pássaros] e incentivar as pessoas a conservar a natureza. Tem pássaros bem comuns que é camacica e tem um dos mais raros do Brasil e do mundo, que é o crejoá. A foto desse pássaro eu consegui tirar na Reserva Estação Veracel. Os observadores chegam aqui em Porto Seguro e em 20 minutos podem encontrar as espécies [de aves] mais raras do planeta”, salientou o fotógrafo da Reserva Estação Veracel, Jaílson Souza.

Responsável por incentivar a realização do evento, as aves foram as grandes homenageadas do festival.

“A gente escolheu as aves porque elas estão em qualquer lugar. Você pode ver no centro da cidade ou pode ir para as florestas, perto do mar. Aqui em Porto Seguro a gente tem mais de 360 espécies. Isso tudo por causa desta diversidade. Então, tem restingue, mangue, floresta e por isso a gente pode ver aves em qualquer lugar”, finalizou a analista ambiental.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018