Quarto suspeito de assalto à balsa é morto em troca de tiros

Ele estava escondido em casa com quadrilha de assaltantes, diz polícia

Redação RADAR 64
Publicado em 23/01/2019 às 10h26
Foto: Reprodução / Facebook  
Foi descoberto que Jairo possuía ferimento ainda não cicatrizado; polícia acredita que ele foi baleado no assalto

BELMONTE - Um segundo suspeito de participação no assalto a um terminal de balsas em Santa Cruz Cabrália, morreu em uma troca de tiros com a Polícia Militar, por volta das 6h30 da manhã desta quarta-feira (23).

Natural de Cabo Frio, no Rio de Janeiro, Jairo Alves dos Santos, 25 anos, foi localizado em uma casa no distrito de Barrolândia, município de Belmonte.

Segundo a polícia, havia denúncia de que uma quadrilha suspeita de roubos estaria escondida no local. Durante um cerco, informa a polícia, houve intensa troca de tiros. Três bandidos conseguiram fugir.

Após o cessar-fogo, Jairo foi encontrado ferido. Ele ainda chegou ser levado para o hospital público de Belmonte, mas não resistiu.

Foto: Divulgação / PM 
Além da arma, polícia apreendeu material de primeiros socorros no local onde estava suspeito

De acordo com policiais militares da Cipa-Mata Atlântica, Jairo havia sido baleado horas depois do assalto, ocorrido na noite de 10 de janeiro. Ainda segundo a informação, na ocasião ele preferiu não procurar atendimento médico, temendo ser preso.

Na casa havia diversos materiais de primeiros socorros, como gaze, luvas cirúrgicas e álcool. Foi apreendido um revólver calibre 32.

DOIS JÁ HAVIAM SIDO PRESOS E UM MORTO - Na manhã seguinte ao assalto, que ocorreu no distrito de Santa André, a polícia prendeu José Jackson Santos Romão, 19 anos. Ele foi encontrado em uma mata, com um ferimento na coxa, resultado de uma troca de tiros com a polícia. À tarde, os policiais localizaram Iuri Paixão Braga, o Salvador, de 24 anos. Dois dias depois, um terceiro suspeito, até o momento sem identificação, foi morto em uma operação policial. Foram recuperados um carro, motos, celulares, dinheiro e outros objetos levados no roubo.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018