Superintendência da PRF realiza em Eunápolis ‘Operação Rosas de Aço’

São quatro equipes exclusivamente femininas com objetivo de inibir cometimento de infrações na rodovia

Rose Marie Galvão / RADAR 64
Publicado em 08/03/2019 às 15h15

O Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta sexta-feira (8 de março), é celebrado pela Superintendência de Polícia Rodoviária Federal da Bahia (SRPRF/BA) com uma homenagem na 9ª Delegacia de Eunápolis, onde acontece até domingo (10) a ‘Operação Rosas de Aço’, com equipes compostas por mulheres policiais oriundas de várias cidades do estado.

Esta é a terceira edição da ‘Operação Rosas de Aço’ na Bahia e a primeira vez que acontece no interior com o objetivo de demonstrar a importância da conquista do espaço, bem como a representatividade feminina dentro do órgão.

Galeria de Fotos

A escolha de Eunápolis se deu por ser a primeira vez que a 9ª Delegacia da PRF é coordenada por uma mulher: a inspetora Neila Cardoso, conforme disse a agente Liamara Pires, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Superintendência da PRF no estado.

“O intuito da Operação nesta cidade é destacar que em Eunápolis há uma colega na chefia da Delegacia, exercendo seu papel com muita competência”, reiterou.

Foto: Gustavo Moreira / RADAR 64  
Operação Rosas de Aço’, compostas por mulheres policiais oriundas de várias cidades do estado

A Delegacia de Eunápolis está localizada às margens da BR-101, à qual estão vinculadas as unidades operacionais de Porto Seguro, BR-367 (Costa do Descobrimento) e Teixeira de Freitas, na região da Costa das Baleias. A sua circunscrição abrange 556 quilômetros de rodovias federais, englobando as BRs 101,367, 418 e 498.

FISCALIZAÇÃO - Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira, foi montado um comando de fiscalização no KM 720 da BR 101, em frente à Unidade Operacional da PRF local. Com quatro equipes exclusivamente femininas estão sendo realizadas abordagens com o objetivo de inibir o cometimento de infrações na rodovia, além de orientações de cunho educativo no que tange ao combate à violência praticada contra a mulher e outros temas relacionados à luta feminina por seus direitos.

As policiais também distribuem material impresso de caráter informativo contendo orientações para a lei do Minuto Seguinte e a cartilha chamada de Violentômetro, que orienta mulheres a prestarem atenção em comportamento e ações dos seus parceiros que podem evoluir para ofensas, ameaças, abuso sexual e até feminicídio. A cartilha também informa as consequências que cada atitude pode gerar e os locais aonde se pode denunciar e buscar ajuda.

De acordo com a inspetora Liamara Pires, o foco da ‘Operação Rosas de Aço’ é tornar-se um instrumento que notabiliza o trabalho de enfrentamento da violência contra a mulher após a abordagem do trânsito, que inclui todos os procedimentos de praxe como fiscalização de documentos, equipamentos, teste de bafômetro, combate ao crime.

Foto: Gustavo Moreira / RADAR 64 
Liamara Pires é presidente da Comissão de Direitos Humanos e da Subcomissão Temática de Valorização da Mulher na Superintendência estadual da PRF

“Primeiro, queremos evidenciar a presença da mulher na PRF realizando o mesmo trabalho que os homens com competência; segundo: efetivamente fazer fiscalização de trânsito e combate à criminalidade, que é a atividade principal da corporação, protegendo a vida, especialmente porque ainda estamos no fluxo do Carnaval e temos ao lado, na cidade de Porto Seguro, um Carnaval prolongado", destacou.

ABORDAGEM - A iniciativa surpreendeu e emocionou uma família de Eunápolis que foi abordada na rodovia. A motorista Marília Della Valentina, de 28 anos, considerou a iniciativa “muito interessante em uma data tão importante para a valorização das mulheres, especialmente diante de tanta violência dos últimos dias”. Observou.

A Operação Rosas de Aço em Eunápolis que começou às 10h desta sexta-feira, 8 de Março, prossegue até domingo (10/03), com apoio da Polícia Militar (7ªCIPM) e Superintendência de Trânsito da Prefeitura de Eunápolis.

Foto: Gustavo Moreira / RADAR 64 
Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira, foi montado um comando de fiscalização no km 720 da BR-101

DIREITOS - Há seis anos e meio na PRF, quatro deles atuando na Bahia, Liamara Cararo Pires, natural de Vila Velha (ES), formada em direito, é presidente da Comissão de Direitos Humanos e da Subcomissão Temática de Valorização da Mulher na Superintendência estadual da PRF, em Salvador. Sobre o dia 8 de Março, ela avalia que seja uma data para comemorar, embora admita que ainda haja muita conquista a ser feita.

“As mulheres ainda são vítimas de muito preconceito e o mais grave, de muita violência, muitas vezes violência grave descambando para o feminicídio, no entanto, nosso grande objetivo, como instituição, é evidenciar a presença e a competência com a qual desenvolvemos nosso trabalho em busca de equidade de gênero que é muito mais que igualdade, para que possamos crescer em nossas carreiras e cada vez mais oferecer à sociedade a segurança pública e cidadania que é a nossa finalidade e o nosso lema", considerou.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018
Superintendência da PRF realiza em Eunápolis ‘Operação Rosas de Aço’

AVISO IMPORTANTE

O conteúdo que você se dispõe a ver contém imagens fortes e que podem causar choque emocional. Esse conteúdo é dirigido especificamente para pessoas maiores de idade e que, segundo a legislação aplicável, tenham preparo psicológico para acessá-lo.

Fica terminantemente proibido o acesso a esse material por aqueles que não cumpram tais requisitos.

Clicando em FORTES, você declara expressamente que é maior de idade e tem plena capacidade para acessar esse material.

Caso você não atenda a algum dos requisitos anteriormente expostos fica obrigado a clicar em LIVRES ou no BOTÃO FECHAR [X] no canto superior desta janela.