Porto Seguro: Turista paulista morta por suspeita de H1N1 já teria chegado contaminada

Prima dela está internada no HLEM com mesmos sintomas, mas passa bem

Redação RADAR 64
Publicado em 15/07/2019 às 09h28
Foto: Arquivo RADAR 64 
Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, onde turista morreu por suspeita de H1N1

PORTO SEGURO - Uma turista de 17 anos morreu no Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, na madrugada de domingo (14).

Conforme informação apurada pela redação do RADAR 64, Giovanna Marson Fachini, que era moradora de Jacareí, em São Paulo, deu entrada na unidade com suspeita de infecção pelo vírus da gripe H1N1.

Ainda de acordo com a informação, a prima dela, uma adolescente de 16 anos, também está internada no hospital com os mesmos sintomas, mas seu estado de saúde é considerado bom. Ela está numa ala isolada para evitar a contaminação de outros pacientes já que a transmissão ocorre por sereções expelidas pelo nariz e boca.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que o material recolhido da jovem que morreu e da que está internada já foi enviado para análise no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/BA), em Salvador. O resultado do exame deve ser divulgado na terça-feira (16).

De acordo com a informação, Giovanna já teria chegado ao município de Porto Seguro contaminada. Todos os turistas que vieram no mesmo avião da agência de viagens Forma Turismo já retornaram para São Paulo.

A Secretaria de Saúde informa ainda que a população de Porto Seguro não precisa se preocupar, pois a morte foi um caso isolado e que a meta de imunização contra a gripe H1N1 foi cumprida no município durante a última campanha de vacinação, que encerrou no fim de maio.

Além disso, as equipes das unidades de saúde estão alertas para vigilância de possíveis casos suspeitos para notificações.

O pai da turista já fez a remoção do corpo para o município paulista.

SIGA O RADAR 64

RADAR 64© - Todos os direitos reservados 2007 - 2018